Obras na PR-364 e na PRC-280 farão a diferença na economia do Paraná, diz governador

Governador deu entrevistas para programas de rádio e destacou a pavimentação da PR-364, entre Irati e São Mateus do Sul, e a revitalização em concreto da PRC-280, na região Sudoeste.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior destacou nesta segunda-feira (2), durante entrevistas para emissoras de rádio, uma série de obras entregues e em execução no Estado nas regiões Centro-Sul e Sudoeste, como a pavimentação da PR-364, entre Irati e São Mateus do Sul, a revitalização em concreto da PRC-280 e o Contorno de Pato Branco. Segundo ele, elas são parte de um planejamento de infraestrutura para essas regiões, facilitando o escoamento da produção e o acesso ao Porto de Paranaguá.

“Sempre vamos fazer o possível para continuar realizando obras. Estamos trabalhando para melhorar a infraestrutura do Paraná a médio e longo prazo. Desde o início da gestão sentamos com os prefeitos e as lideranças locais e estabelecemos algumas metas. Entre elas estão a concretização desses grandes projetos, que vão fazer a diferença na economia e na vida dos moradores dessas regiões”, disse o governador.

A revitalização do trecho da PRC-280 que vai de Palmas ao Trevo Novo Horizonte, em General Carneiro, no acesso a Santa Catarina, é uma das mais emblemáticas. Ratinho Junior vistoriou a obra na semana passada.

Dos 59,55 quilômetros mais degradados da rodovia, 20 quilômetros já estão liberados com os dois lados da rodovia prontos, além de mais 10,5 km em meia pista, totalizando quase 40% de conclusão da obra. O investimento do Governo do Estado é de R$ 107,4 milhões e acaba com uma espera de duas décadas por melhorias na trafegabilidade da região.

A obra é a primeira do Estado a receber restauração com a técnica conhecida como whitetopping, que consiste no uso do concreto para a recuperação de asfaltos deteriorados. Nesse caso, o material é aplicado diretamente sobre o asfalto, que serve como uma espécie de base para a aplicação. Além das pistas de rolamento, os acostamentos também estão sendo executados em concreto.

“Entregando esses primeiros 20 quilômetros na última quinta-feira. E eu vi que a decisão que tomei da pavimentação em concreto foi acertada. Os caminhoneiros que passavam por lá comemoravam. É uma novidade que estamos implementando também no Contorno Oeste de Cascavel (35% já executado) e na Rodovia dos Minérios, entre Curitiba e Almirante Tamandaré (65% concluída), trazendo mais durabilidade ao pavimento”, disse.

Outra importante entrega logística para o escoamento da safra no Sudoeste do Estado foi a finalização da primeira parte do Contorno de Pato Branco. A intervenção rodoviária que liga a BR-158 à PR-493 tira o tráfego pesado do perímetro urbano da cidade, equacionando os problemas de circulação. A obra inaugurada em setembro de 2021 pelo governador conta com 5,28 quilômetros de extensão e recebeu investimento de R$ 30 milhões por parte do Governo do Estado.

Ele também disse que a cidade receberá novos investimentos em breve. “Estamos finalizando um projeto com a Secretaria de Infraestrutura e Logística em parceria com a prefeitura para colaborar com o desenvolvimento da cidade com a ampliação do Aeroporto de Pato Branco”, disse.

PR-364 – Outra obra destacada pelo governador foi a pavimentação da PR-364, entre Irati e São Mateus do Sul, no Centro-Sul do Estado. “Essa modernização era considerada o grande sonho da região, há 30 anos falavam da necessidade. Irati e São Mateus do Sul são duas cidades polos para região. Quando assumi, em poucos meses colocamos ela para rodar”, ressaltou. “Coloquei prioridade nesta rodovia. Vai melhorar muito o comércio, a infraestrutura, baratear a logística para o agricultor. Com infraestrutura boa vamos conseguir atrair mais empresas”.

Em maio de 2021, o governador entregou o primeiro trecho da pavimentação da Rodovia Vereador Miguel Ribeiro Picheth (PR-364), iniciada em março de 2019. Foram cerca de vinte quilômetros de um trecho que sai de Irati e segue até o trevo conhecido como Marmeleiro, de onde parte a PR-990, estrada que liga a rodovia ao município de Rebouças. A expectativa de conclusão é em novembro deste ano.

O investimento total na obra é de R$ 121 milhões, resultado da parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os 49 quilômetros de pavimentação se estendem do perímetro urbano de Irati até o entroncamento com a PR-151 em São Mateus do Sul, próximo à BR-476. O trajeto já existente será mantido, adicionando à rota apenas um desvio no bairro de Riozinho, em Irati, para reduzir o trânsito existente. Atualmente, a obra está com 65% de conclusão.

Em São Mateus do Sul, também será restaurada a pavimentação de três quilômetros da PR-364, viabilizando um alargamento dos acostamentos e a implementação de calçadas e ciclofaixas. Além disso, o município também será contemplado por uma nova ponte sobre o Rio Turvo, que terá 12 metros de extensão. Em Irati, a obra inclui um trecho variante de 1,2 km ligando a PR-364 à BR-153 – entroncamento onde será construída uma trincheira, com o objetivo de reduzir o alto número de acidentes no local.

TERCEIRAS FAIXAS – Outro destaque comentado pelo governador foi a execução de terceiras faixas, dentro do Programa de Revitalização da Segurança Viária do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR). Ele prevê soluções como faixa para ultrapassagens, alargamento de pista, reabilitação do pavimento, eliminação de degraus com desnível maior que cinco centímetros, reforço da sinalização horizontal e vertical e implantação de mais dispositivos de segurança.

“Estamos fazendo muitas terceiras faixas para aumentar a capacidade de carga das rodovias, evitando o risco de motoristas invadir a contramão, levando mais segurança para as rodovias. Temos uma série de projetos. Estamos fazendo na PR-323, no Noroeste; na região de Jacarezinho a Jaguariaíva, na PR-092; e na PRC-280, no Sudoeste”, disse. O governador também disse que pretende solicitar ao DER um estudo para a implantação de terceiras faixas na PR-158, entre Vitorino e São Lourenço do Oeste, sentido Santa Catarina.

CONCESSÕES – O maior pacote de concessões rodoviárias do País, que será levado à Bolsa de Valores ainda neste ano, também esteve em pauta. Serão 3,3 mil quilômetros de estradas estaduais e federais, com a previsão de duplicação de 1,7 mil quilômetros. As regiões Sudoeste e Centro-Sul serão impactadas pelas melhorias – o Sudoeste, especificamente, está no Lote 6, que engloba trechos das rodovias BR-163, BR-277, R-158, PR-180, PR-182, PR-280 e PR-483, com extensão total de 659,33 km.

São R$ 44 bilhões de investimentos em obras e mais R$ 35 bilhões que serão destinados à operação e manutenção das rodovias. “Nós vamos conseguir mais de R$ 50 bilhões de investimentos no Paraná em duplicações, mais de mil interseções e obras de arte especiais, como viadutos, trincheiras e pontes, iluminação de LED, modernizando muito as rodovias nesse maior pacote de concessão da América do Sul. Estou muito motivado com esse novo momento”, disse.

| AEN-PR |

Redação Portal RDX

Ler anterior

Idoso é assassinado pelo próprio filho na localidade do Horizonte entre Palmas e General Carneiro

leia a próxima

IG-Mathe divulga programação da 2ª Festa da Colheita do Mathe