População protesta após vereadores criarem verba de ressarcimento, em Almirante Tamandaré

População se revoltou com projeto de vereadores de Almirante Tamandaré. — Foto: Reprodução/RPC Curitiba

Um projeto de ressarcimento aos vereadores, aprovado na terça-feira (1º), revoltou moradores de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A população protestou, e vereadores tiveram que sair pelos fundos da Câmara Municipal da cidade.

De acordo com o texto, o projeto prevê uma verba extra para os gabinetes dos vereadores no valor de R$ 6.680. Objetivo é usar o dinheiro para bancar gastos com a atividade parlamentar dos vereadores, que têm um salário de R$ 11.524,80, segundo o portal da transparência.

Almirante Tamandaré tem 15 vereadores e 120.041 habitantes, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os parlamentares devem indicar à controladoria interna um servidor, que vai ficar responsável pela prestação de contas. As despesas serão analisadas pela comissão de finanças que poderá rejeitar o gasto caso descumpra alguma das orientações.

Segundo o projeto, o dinheiro não pode ser gasto em empresa do próprio vereador ou de familiar próximo, também não deve ser usado em viagens internacionais ou passagens em nome de terceiros. Além disso, os gastos deverão ser publicados no portal da transparência.

Ao saber da aprovação do projeto, a população se revoltou. Dezenas de pessoas foram para a Câmara Municipal protestar.

Por causa do protesto, a Polícia Militar foi chamada. Alguns vereadores saíram pelos fundos.

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

Inovação: produtores do Paraná criam processo e embalagem a vácuo de pinhão

Ler próxima

Prefeitura de São Mateus do Sul emite novo decreto em prevenção a covid-19