22.9 C
São Mateus do Sul
segunda-feira, julho 22, 2024
InícioReportagens especiaisMulheres se reúnem toda semana para tricotar doações à entidades de São...

Mulheres se reúnem toda semana para tricotar doações à entidades de São Mateus do Sul

Data:

Compartilhe essa notícia:

Há 2 anos, toda segunda-feira, das 14h às 17h, mulheres de São Mateus do Sul se reúnem na casa da dona Lili Cauca Padilha com o objetivo de ajudar o próximo. O grupo usa do tricô e também do crochê, para a produção de doações à entidades e pessoas carentes de São Mateus do Sul.

O foco das doações é quem necessita dos itens confeccionados e não tem condições de comprar. Além disso, elas doam para o Hospital, Casa de Passagem, casa de repouso para idosos e uma doação recente ao Rio Grande do Sul. Cerca de 500 peças já foram confeccionadas nesses 2 anos.

Foto: Cláudia Burdzinski/PORTAL RDX

“O simples precisa muito. E aqui é tudo bem feito viu, porque além da lã, vai muito amor junto”, afirma dona Lili, dona da casa e que toda segunda-feira prepara junto com as amigas um café para confraternizar o momento.

COMO SURGIU A IDEIA DO GRUPO

As mulheres fazem parte do grupo de voluntárias São Vicente de Paula, e já desenvolveram atividades como doação de sopas. Sentindo no coração que poderiam fazer mais, surgiu a ideia do grupo de tricô.

Foto: Cláudia Burdzinski/PORTAL RDX

“Toda noite, antes de dormir, em minhas orações Deus falava comigo que eu poderia fazer mais. Um ano lutei contra isso, mas vi que precisava… A Tia Rosa do grupo veio aqui em casa e surgiu a ideia de fazer gorros, cachecol e casacos para quem precisa”, contou.

Dona Lili poderia ter vários motivos para não criar o grupo, pois além de trabalhar com a confecção de doces de festa, ela também tem um filho com necessidades especiais. “Sempre acho tempo para ajudar o próximo, me faz muito bem”, completa.

Na imagem, Dona Lili. Foto: Cláudia Burdzinski/PORTAL RDX

COMO AJUDAR O GRUPO

Cada integrante do grupo colabora com R$ 10 no mês para a compra de lãs. Elas também recebem doações de pessoas que ajudam no projeto.

“O meu principal objetivo nessa reportagem é colocar a ideia para mais mulheres, que as vezes pensam em fazer algo e não sabem como ajudar. Além do tricô, podem confeccionar cobertas com retalhos e tantas outras formas de ajuda”, finalizou.

Foto: Cláudia Burdzinski/PORTAL RDX

Dona Lurdes, que é uma das voluntárias, conta como se sente em ajudar o próximo.

“Me sinto muito bem aqui, porque além de me sentir bem, eu estou fazendo o bem. Me sinto valorizada em fazer esse trabalho… Não sei fazer tricô mas faço crochê, e consigo ajudar. Dona Lili tira o tempo ainda para fazer lanche para nós toda segunda, e isso é muito agradável”, diz.

Os interessados em ajudarem com doações, ou até mesmo querem participar do grupo, entre em contato com Rosangela, filha da dona Lili no telefone: (42) 99863-6857.

Cláudia Burdzinski
Cláudia Burdzinski
Jornalista e Repórter RDX FM - Portal RDX

Redes sociais

51,000FãsCurtir
18,800SeguidoresSeguir
1,160InscritosInscrever

Últimas notícias

Mais lidas