Sem cueca para dar sorte, jovem prende partes íntimas em zíper e começa 2022 em hospital no Paraná

O jovem Jean Lucas, de 23 anos, morador do bairro Boqueirão, em Curitiba, teve uma virada de ano inesquecível. Infelizmente, não por um bom motivo. O curitibano decidiu passar o Réveillon sem cueca na esperança de ter sorte no ano novo. Perto da meia-noite, ele foi ao banheiro e acabou prendendo o pênis no zíper da calça.

Foi uns 10 minutos antes da virada. Fui usar o banheiro e acabou enroscando no zíper. Teve um corte ali e tive que ir pro hospital, porque estava sangrando bastante. Passei por uma cirurgia pra fazer dois pontos ali onde teve o corte. O médico disse que tive sorte, porque se tivesse sido um corte maior ia ter que fazer uma circuncisão”, relatou o jovem em entrevista à Banda B.

Jean estava em Curitiba e foi atendido na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Boqueirão. A ideia de passar a virada sem cueca veio de uma amiga.

“Uma amiga minha, um pouco antes do ano novo, em um churrasco, falou que dava sorte passar a virada sem cueca ou sem calcinha. Daí eu e mais uns amigos quisemos tentar pra ver se era verdade”, explicou Jean.

Ele não pretende repetir a ideia no próximo Réveillon.

“Na hora eu fiquei com medo, não parava de sangrar, pensei ‘pô, agora ferrou’. Todo mundo ficou preocupado, mas depois que deu certo no postinho o pessoal caiu na gargalhada. Para o próximo ano a ideia é passar de cueca branca, o tradicional mesmo”, concluiu à Banda B.

A expectativa é que ele tenha uma recuperação completa do acidente em cerca de duas semanas. No litoral, ele não pode entrar no mar. A orientação médica é para evitar infecções. Também é necessário redobrar os cuidados com a higiene no local.

Redação Portal RDX

Ler anterior

Flurona: entenda o que é a dupla contaminação por Covid e gripe

Ler próxima

Em entrevista à RDX FM, Tenente Murilo Maltaca alerta para o risco de afogamento no verão