Polícia Civil prende suspeitos de matarem Lindolfo

Nesta sexta-feira (7), a Polícia Civil do Estado do Paraná representada pela Delegacia de Polícia de São João do Triunfo com apoio da 3 Subdivisão Policial de São Mateus do Sul cumpriu 3 mandados de prisão e 3 buscas e apreensões referentes a suspeitos de envolvimento na morte do ativista Lindolfo Kosmaski. Os suspeitos tem 20, 33 e 39 anos.

Foram coletados elementos informativos que auxiliarão na delimitação da senda criminosa que culminou com a ação nefasta que ceifou a vida do ativista. O nome da operação é “Bonus Magister”, que significa “bom mestre” em alusão ao cargo exercido pela vítima que era professor.

O delegado responsável Michel Leite Pereira da Silva teceu comentários laudatórios à força tarefa que foi designada para atuar especialmente no caso. “O mérito é todo da equipe policial composta por investigadores e escrivães que deixo de nominar em razão do sigilo, estes desempenharam com dedicação integral o juramento de tutelar a sociedade. Encerramos, a primeira etapa da investigação, mas esta segue, de tal sorte que possamos entender com segurança e detalhes toda a senda criminosa que cúlminou com o ocaso da vida de Lindolfo”, destaca.

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

Dono de propriedade no Espigãozinho é multado em mais de R$ 180 mil por crimes ambientais

Ler próxima

Falecimento de Emília Stavny Ianhaki