19.7 C
São Mateus do Sul
segunda-feira, julho 22, 2024
InícioPolicialDesaparecimento de Isis completa um mês, com ‘compromisso’ do Governo do Estado...

Desaparecimento de Isis completa um mês, com ‘compromisso’ do Governo do Estado em resolver caso

Data:

Compartilhe essa notícia:

Na última semana, o delegado Jonas Avelar deixou o caso ao entrar de férias. Segundo a Polícia Civil, quem passou a coordenar a investigação foi o delegado Matheus Campos Duarte. Foto: Reprodução/Redes sociais.

Um mês depois, a família de Isis Victoria Mizerski Ribeiro, de 17 anos, ainda não sabe o que aconteceu. A adolescente desapareceu no dia 6 de junho, em Tibagi, na região dos Campos Gerais. Marcos Vagner de Souza, de 35 anos, foi preso 11 dias depois suspeito por envolvimento no crime. Nesta sexta-feira (5), a mãe de Isis se reuniu com o alto comando da segurança pública estadual, que teria feito o ‘compromisso’ de resolver o caso.

Publicidade

De acordo com o advogado que representa a família de Isis, Claudio Dalledone, o encontro reuniu o secretário de estado da Segurança Pública, Hudson Leôncio Teixeira, bem como os comandantes das polícias Civil, Militar e Científica, além do Corpo de Bombeiros.

“Há um compromisso de todas essas autoridades, que representam o Governo do Estado, e por conseguinte, a preocupação direta do governador [Ratinho Junior] em resolver esse caso. A família saiu contente, porque não há nada que já não tenha sido feito. Não há como esse fato sair impune e não existe nenhuma possibilidade de o suspeito se ver libertado por agora”, disse.

Na última semana, o delegado Jonas Avelar deixou o caso ao entrar de férias. Segundo a Polícia Civil, quem passou a coordenar a investigação foi o delegado Matheus Campos Duarte.

O caso

Isis desapareceu no dia 6 de junho, uma quinta-feira, após contar para a irmã e uma prima que iria se encontrar com Marcos para resolver questões sobre uma gravidez. A adolescente descobriu há pouco tempo a gestação. O vigilante, casado e pai de três filhos, mantinha um relacionamento extraconjugal com a garota.

“Marcos foi a última pessoa a estar com a vítima antes do seu desaparecimento e alguns prints demonstram que ele estava muito insatisfeito com a gravidez dessa adolescente”, disse o delegado Jonas Avelar na época.

Antes de sumir, Isis enviou para a família com a localização pelo celular. A polícia informou que essa mensagem foi apagada logo depois e que na sequência o aparelho foi desligado.

Inicialmente, Marcos negou ter encontrado Isis. Depois mudou a versão, porque câmeras de segurança da cidade mostraram ele e a jovem juntos.

“Interrogado, Marcos confirmou o encontro, porém disse que só foi deixar a adolescente próximo da Avenida São José e em seguida retornou. Fato que também chamou a atenção das investigações, porque através de coleta de imagens foi possível perceber que Marcos demorou em torno de uma hora para retornar”, afirmou Avelar.

Com a quebra de sigilo telemático, foi possível verificar que o celular de Isis emitiu sinal pela última vez em Telêmaco Borba, próximo a uma estrada chamada Mandaçaia. De acordo com o delegado, Marcos esteve nessa região de mata duas vezes depois do sumiço da adolescente.

O Corpo de Bombeiros fez buscas nessa área, com apoio de cães farejadores e drone, mas nada encontrou.

“Um fato que chamou a atenção das investigações foi a questão de o Marcos ter ido nessa localidade nos dias 7 e 8 de junho no mesmo local em que deu a localização do aparelho celular da vítima”, detalhou o delegado.

Na casa de Marcos, a polícia apreendeu três celulares, um notebook, uma pistola calibre 380, munições e o carro realizado para o encontro com a adolescente.

A família de Isis ofereceu uma recompensa de R$ 1 mil para informações que levem até o paradeiro dela.

“Nós estamos atrás e até oferecemos uma recompensa de R$ 1 mil para passarem informações que levem até ela […] Nossa família encontra-se muito abalada e aflita. Ela tem 17 anos apenas, infelizmente engravidou desse sujeito e ele veio a fazer algo contra ela. A última pessoa que esteve com ela foi ele”, lamentou Rodrigo Mizerski, tio de Isis.

Redes sociais

51,000FãsCurtir
18,800SeguidoresSeguir
1,160InscritosInscrever

Últimas notícias

Mais lidas