São-mateuense trabalha na linha de frente em UTI com pacientes diagnosticados pela covid

O Brasil vive há mais de um ano a pandemia da covid-19 e nos últimos meses as UTI’s superlotadas se tornaram uma realidade em grande parte dos hospitais do país. João Arisom Sachinski, é natural de São Mateus do Sul e atualmente trabalha na UTI de uma instituição hospitalar na cidade de Porto União com pacientes diagnosticados com o coronavírus.

Formado em técnico de enfermagem e graduando em enfermagem, o profissional compartilhou em entrevista na RDX, parte de sua experiência atuando nos cuidados aos paciente.

Rotina na UTI

João conta que no momento que um paciente dá entrada em um leito de UTI todos os pertences são retirados e a roupa hospitalar é colocada com o apoio da equipe de enfermagem. Em seguida, inicia o monitoramento com eletrodos para acompanhar a parte cardíaca, oxímetro de pulso, termômetros e aparelho de pressão. “Isso tudo fica em um monitor onde acompanhamos no decorrer do plantão todo”, explica.

O paciente pode estar em duas situações: ele pode chegar na UTI já entubado com ventilação mecânica ou pode se encontrar na chamada VNI – Ventilação Não Invasiva -, com máscaras que facilitam a respiração.

Quando o paciente está entubado, ele já encontra-se inconsciente com medicações que o induzem ao coma. E o paciente em VNI ele também está conectado ao respirador porém, ele está consciente, consegue falar, se alimentar.”

O profissional de saúde conta que os banhos são dados todos no leito independente se o paciente está acordado ou em coma. Os banhos acontecem através de bacias com água, panos molhados que são passados no corpo do paciente. A enfermagem também é responsável pela realização de curativos caso necessário, e medidas de conforto ao paciente como a hidratação da pele, controle de medicação e até mesmo fazer a barba.

Em todo seu tempo trabalhando na UTI covid, João conta que o mais marcante foi acompanhar um caso de óbito em um paciente de apenas 26 anos. Confira na íntegra a entrevista feita com o são-mateuense:

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Repórter RDX FM.

Ler anterior

Furto qualificado é registrado em casa no interior de São Mateus do Sul

Ler próxima

Idoso que teria estuprado criança de 2 anos morre baleado após atacar policiais com facão em Curitiba