Deputado federal José Carlos Schiavinato morre por complicações da covid-19; Valdir Rossoni assume vaga na Câmara

Político tinha 66 anos e é o primeiro deputado federal em exercício a morrer por causa da doença. Parlamentar não ficou sabendo da morte da mulher, que também foi vítima da Covid-19, em março.

O deputado federal José Carlos Schiavinato (PP) morreu vítima da Covid-19, na noite de terça-feira (13). Natural de Iguaraçu, no norte do Paraná, o político foi prefeito de Toledo, na região oeste, e também deputado estadual.

Schiavinato estava internado desde o dia 3 de março, em Brasília. A mulher dele, Marlene Schiavinato também morreu vítima da doença, no dia 12 de março. O deputado não chegou a ser informado da morte da mulher, segundo a assessoria.

De acordo com um boletim médico divulgado no dia 8 de abril, o deputado estava em estado grave e com complicações no pulmão. Schiavinato precisou passar um procedimento para desobstrução das vias biliares.

O corpo de José Carlos Schiavinato será levado de Brasília para Toledo. A equipe do deputado ainda não informou detalhes sobre o sepultamento.

Segundo a Câmara de Deputados, o político é o primeiro deputado federal em exercício a morrer vítima da doença. Apesar disso, o Brasil registra a morte de três senadores: Major Olímpio, Arolde de Oliveira e José Maranhão.

O político deixa dois filhos e seis netos.

Rossoni assume a vaga na Câmara

Para o lugar de Schiavinato será convocado a assumir uma cadeira na Câmara dos Deputados o também ex-deputado estadual Valdir Rossoni (PSDB), que obteve 72.096 votos em 2019 e ficou na primeira suplência. 

Valdir Rossoni já atuou como chefe da Casa Civil no governo Beto Richa (PSDB) e presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP).

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

Mega-Sena acumulada sorteia R$ 33 milhões nesta quarta-feira (14)

Ler próxima

Horóscopo do dia 14 de abril (Quarta-feira)