Paraná auxilia nas ações de recuperação dos municípios atingidos pelas chuvas na Bahia

Desde a última sexta, o chefe do Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CEGERD) da Defesa Civil do Paraná, capitão Anderson Gomes, está em Itamaraju, na Bahia, para auxiliar as ações de atendimento. Foto: Defesa Civil.

Desde a última sexta-feira (10) o chefe do Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CEGERD) da Defesa Civil do Paraná, capitão Anderson Gomes, está em Itamaraju, na Bahia, para auxiliar as ações de atendimento à população local. Na cidade foi montado um Posto de Comando para dar celeridade nos processos necessários à liberação de recursos aos municípios afetados.

Ele foi acionado por meio do Grupo de Apoio a Desastres da Defesa Civil Nacional por conta de sua expertise no atendimento e gerenciamento destas ocorrências. Ele foi um dos paranaenses que ajudou as tropas mineiras no desastre de Brumadinho, em 2019, por exemplo. 

Com o auxílio técnico do paranaense, já foram liberados, por meio do governo federal, R$ 5,8 milhões para os municípios baianos. O valor foi repassado aos municípios de Eunápolis, Itamaraju, Jucuruçu, Ibicuí, Ruy Barbosa, Maragogipe e Itaberaba. Esse processo de apoio da União depende de uma série de documentos e gatilhos que as prefeituras impactadas por desastres naturais precisam acionar.

O Sul da Bahia foi impactado por fortes chuvas desde o começo de dezembro. Elas causaram inundações, enxurradas e deslizamentos em pelo menos 51 municípios. Ainda há ações em curso para atendimento a comunidades isoladas. Na cidade de Itamaraju, houve ao menos três mortes por conta das tempestades e destruição de rodovias.

Até o momento, em todo o estado, há registro de mais de 220 mil pessoas atingidas, com 10 óbitos e 267 feridos. Há mais de 6 mil pessoas desalojadas ou desabrigadas por causa das chuvas. 

PARANÁ – A Defesa Civil do Paraná é reconhecida no Brasil por sua eficiência e proatividade, motivo pelo qual os técnicos têm representatividade no Grupo de Apoio a Desastres do Governo Federal, composto por técnicos de todo o Brasil, com vasta experiência na área.

O SISDC, sistema informatizado de Defesa Civil do Paraná, é pioneiro na gestão informatizada de dados referentes a ocorrências, servindo de referência para o desenvolvimento sistemas em outros locais.

APOIO – Além do chefe do CEGERD, técnicos da Defesa Civil Nacional, Força Nacional do SUS, e militares das Forças Armadas foram mobilizados para o local para auxiliar nas ações de socorro e assistência à população afetada.

Com informações AEN

Redação Portal RDX

Ler anterior

Horóscopo do dia 14 de Dezembro (Terça-feira)

Ler próxima

Vagas de emprego 14 de Dezembro (Terça-feira)