Novas casas serão entregues a 30 famílias de São João do Triunfo

O investimento no projeto é de R$ 2,5 milhões do programa Casa Fácil Paraná. (Foto: Alessandro Vieira/AEN)

Trinta famílias de São João do Triunfo, participaram nesta quinta-feira (15), na Câmara Municipal, do sorteio que definiu a casa que será ocupada por cada uma delas no Residencial José Euclides dos Santos Neto. O empreendimento faz parte do programa Casa Fácil Paraná e será entregue aos beneficiários entre o fim de julho e o início de agosto.

O projeto recebeu R$ 2,5 milhões em investimentos financiados pela Cohapar. As casas têm de 38 a 47 metros quadrados, com modelos adaptados para pessoas com deficiência. Cada unidade conta com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa.

(Foto: Alessandro Vieira/AEN)
(Foto: Alessandro Vieira/AEN)

De acordo com o chefe do escritório regional da Cohapar Orlando Senff Junior, os beneficiários terão condições facilitadas de pagamento para adquirir a casa própria. “As famílias não precisam pagar o valor da entrada e podem quitar o imóvel em até 360 meses”, afirmou.

Segundo o prefeito de São João do Triunfo, Abimael do Valle, o projeto vai reduzir o histórico déficit habitacional da cidade. “É uma parceria muito frutífera entre o município o Governo do Paraná, através da Cohapar, que vem ao encontro da qualidade de vida das pessoas e à diminuição da desigualdade social”, afirmou.

(Foto: Alessandro Vieira/AEN)

FIM DO ALUGUEL – Os benefícios do projeto, que incluem também a doação dos terrenos pela Prefeitura de São João do Triunfo, fez com que a secretária Auelida Dal Comuni, que sempre morou de aluguel, pudesse realizar o sonho de comprar a sua primeira casa própria aos 40 anos.

“Pago aluguel há dez anos, por isso é muito emocionante uma pessoa da minha idade ter a sua primeira casa própria. É a realização de um sonho, é uma nova vida que vai começar pra mim”, destacou.

Outra que não esconde a emoção é a diarista Natália da Silva, 56, cuja mudança também representará mais qualidade de vida. “A casa que eu moro não é muito boa, é de madeira e bem precária”, informa. “O momento é de felicidade e a sensação é de vitória por ter conseguido a minha casa própria”, comemorou.

(Foto: Alessandro Vieira/AEN)

Redação Portal RDX

Ler anterior

São Mateus do Sul registra 17 novos casos de covid-19

Ler próxima

Horóscopo do dia 16 de Julho (Sexta-feira)