‘Onde está o Beto?’, familiares buscam respostas para desaparecimento de motorista

Roberto Ribeiro da Silveira, que possui familiares em São Mateus do Sul está desaparecido há mais de duas semanas. Foto: Djalma/Banda B.

Familiares e amigos de Roberto Ribeiro da Silveira seguem angustiados com o desaparecimento do motorista, que já completou 19 dias. Diante da situação, eles realizaram um protesto pacífico no bairro Sítio Cercado, neste sábado (16), e pedem colaborações com informações que levem ao encontro do homem de 52 anos. O sofrimento aumenta na medida que ‘Beto’, como é carinhosamente chamado por seus conhecidos, que completou mais um ano de vida, neste domingo (17).

‘Onde está o Beto?’ é a pergunta de Clementina Cavalheiro, irmã de Beto. Ela que o maior presente possível seja a volta dele para casa.

A gente a Deus que possamos encontrá-lo. A família inteira está aflita, amanhã será um dia muito difícil. Precisamos do Beto. Precisamos de uma resposta, só isso que pedimos. Não conseguimos mais dormir, não temos mais paz. É difícil, mas não vamos desistir, vamos lutar até o fim

iniciou.

Silveira trabalha como autônomo e é morador do mesmo bairro onde aconteceu a manifestação na zona sul da capital. Ele está desaparecido desde 29 de setembro, uma quarta-feira. Neste dia, segundo a família, o motorista enviou mensagens à namorada no fim da tarde de quarta dizendo que faria um frete para a cidade de Joinville (SC). A partir desta data, porém, ele não foi mais visto.

A família mobilizou-se e passou a compartilhar a notícia do desaparecimento do homem. Inúmeros compartilhamentos sobre a situação foram feitos nas redes sociais. A caminhonete que é usada por Silveira, uma S10, foi encontrada no dia 4 de outubro em Mandirituba, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), pela Polícia Civil.

Redação Portal RDX

Ler anterior

Mulher suspeita que vizinho molestava sua filha de seis anos em Canoinhas

Ler próxima

Três homens ficam feridos com golpes de faca após briga de trânsito em Guamiranga