Professores vestem preto durante formação pedagógica reivindicando valorização da classe

Centenas de professores participaram do ato. (Foto: Cláudia Burdzinski/PORTAL RDX)

Grande parte dos professores do quadro do ensino municipal de São Mateus do Sul vestiram preto no encontro pedagógico realizado na tarde desta sexta-feira (22), no Cepom. Segundo informações do Sindicato do Magistério, o ato foi uma forma de chamar a atenção da administração pública sobre o reajuste salarial que ainda não atingiu toda a classe.

Centenas de professores participaram do encontro e em sua grande maioria, estiveram adeptos à causa.

“Diante das negociações com o município serem infrutíferas no que permeia o índice do piso nacional, que o município não replicou isso sobre toda a tabela de salários dos professores, a classe está insatisfeita com a medida tomada pelo poder executivo. Nós pedimos que o piso nacional e o plano de carreira andem juntos, o que não está sendo feito pelo município. O professor vem demonstrando por diversos apelos sociais e hoje foi mais um deles: estar trajando preto para demonstrar realmente para a Prefeitura que a categoria merece ser valorizada, até porque esse direito está previsto na Lei Municipal 2.000/2012 e não está sendo aplicado”, diz Márcio Fernando Utzig, presidente do Sindicato.

Ainda segundo Utzig, a Prefeitura Municipal chegou a repassar planilhas e tabelas informando que não tem condições contábeis e financeiras para o pagamento do reajuste.

“É um direito nosso. É uma categoria que merece ser valorizada pela importância que tem!”

CONTRAPONTO

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação se manifestou sobre o ato realizado pelos professores.

“A Secretaria Municipal de Educação acolhe e respeita qualquer ato pacífico de reivindicação e informa que desde janeiro a Prefeitura vem trabalhando no tema e negociando com os Sindicatos que representam a classe, que as negociações ainda estão acontecendo e o processo está em andamento, visto que a decisão demanda estudo e fatores técnicos administrativos/financeiros, que até o momento já foram disponibilizados aos representantes e há novos estudos jurídico/contábeis para uma nova proposta.”

Cláudia Burdzinski

Jornalista e Repórter RDX FM. Instagram: @claudiaburdzinski

Ler anterior

Órgãos de bebê que morreu espancado em Caçador foram doados

leia a próxima

Falecimento de Lucídio Sales Lemos