Saiba como fica a 3ª dose aos idosos e vacina aos adolescentes em São Mateus do Sul

São Mateus do Sul divulgou nesta quinta-feira (23), a atualização sobre a vacinação contra a covid-19 aos moradores do município.

Todas as vacinas estão sendo aplicadas no antigo Supermercado 70, ao lado do Centro de Saúde, das 8h às 17h. É necessário levar um comprovante de residência, documento com foto, carteira de vacinação e se necessário, conforme o caso, a declaração médica e autorização dos pais.

Confira o que muda:

TERCEIRA DOSE

IDOSOS COM MAIS DE 70 ANOS COM E SEM COMORBIDADES têm direito de receber a terceira dose da vacina. É importante ressaltar que a terceira dose deverá ser aplicada 6 meses após a segunda dose do esquema vacinal, ou seja, os idosos que receberam a segunda dose até o dia 23 de março.

A terceira dose também está sendo aplicada aos IDOSOS COM IDADES ENTRE 60 E 69 ANOS COM DOENÇAS DE ALTO GRAU DE IMUNOSSUPRESSÃO, ou seja, doenças graves como:

  • Imunodeficiência primária grave;
  • Que está em tratamento por meio de quimioterapia;
  • Transplantados de órgãos ou de células tronco;
  • Pessoas vivendo com HIV/AIDS;
  • Que realiza tratamento com corticoides em doses acima de 20 mg ao dia de prednisona ou equivalente por mais de 14 dias;
  • Uso de medicamentos de resposta imune (metotrexato, leflunomida, micofenolato, ciclofosfamida, ciclosporina, tacrolimus, mercaptopurina, biológicos em geral, inibidores de JAK);
  • Auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias;
  • Pacientes em hemodiálise;
  • Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

Em entrevista na RDX FM, a enfermeira responsável pelo setor de vacinas informou que as terceiras doses serão aplicadas conforme as vacinas disponíveis. Por exemplo: se o idoso recebeu as duas primeiras doses da Coronavac, eles podem receber a terceira dose de outras marcas como Pfizer e Astrazeneca. Estudos confirmam que essa variedade não é prejudicial para o morador.

VACINA AOS ADOLESCENTES

São Mateus do Sul também iniciou a aplicação da primeira dose aos adolescentes com idades entre 16 e 17 anos portadores de comorbidades, com deficiência permanente, gestantes (necessário a prescrição médica), puérperas, lactantes e privados de liberdade.

Para a vacinação aos adolescentes se faz necessário a autorização dos pais ou responsáveis, verbal na hora do ato ou por escrito.

As comorbidades serão as mesmas já descritas no Plano Estadual de Vacinação em sua versão mais atualizada, sendo necessária a declaração médica para o recebimento da vacina. Lista de comorbidades:

  • Diabetes;
  • Pneumopatia crônica grave.
  • Hipertensão Arterial Resistente;
  • Hipertensão Arterial estágio 3;
  • Hipertensão Arterial estágio 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;
  • Insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association;
  • Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária;
  • Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo);
  • Síndromes coronarianas crônicas;
  • Valvopatias;
  • Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática;
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
  • Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada;
  • Cardiopatias congênitas no adulto com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico;
  • Doença cerebrovascular;
  • Doença renal crônica estágio 3 ou mais e síndrome nefrótica;
  • Imunossuprimidos;
  • Hemoglobinopatias graves;
  • Obesidade mórbida (IMC ≥ 40);
  • Síndrome de down;
  • Cirrose hepática ;
  • Doenças neurológicas crônicas, doença cerebrovascular.

CONTINUIDADE DA APLICAÇÃO DA PRIMEIRA DOSE

Aos moradores que ainda não receberam a primeira dose, que tem idades acima de 18 anos, ainda podem receber a imunização. Segunda dose também segue sendo aplicada normalmente.

Cláudia Burdzinski

Repórter RDX FM.

Ler anterior

Motociclista morre ao sofrer acidente em Canoinhas

Ler próxima

Jovem de 21 anos, morador da Lapa, é uma das vítimas do grave acidente na BR-476