Estado confirma apoio financeiro para custeio do SAMU Regional no Sul

Nestes primeiros meses de implantação do sistema, o custo de cerca de R$ 600 mil mensais é de responsabilidade dos 9 municípios da região, num rateio conforme o número de habitantes.

Na manhã desta sexta-feira (23), em visita à 6ª Regional de Saúde, em União da Vitória, o chefe da Casa Civil, Guto Silva, anunciou que o Estado fará um aporte financeiro para o custeio do SAMU no Sul do Paraná.

O investimento atende a um pedido feito pelo deputado Hussein Bakri, que é Líder do Governo e representante da região na Assembleia Legislativa.

Em funcionamento desde o dia 4 de janeiro, o SAMU Regional conta com 5 ambulâncias de suporte básico (União da Vitória, Bituruna, São Mateus do Sul, General Carneiro e Cruz Machado) e 2 ambulâncias de suporte avançado com UTI Móvel (União da Vitória e São Mateus do Sul).

Nestes primeiros meses de implantação do sistema, o custo de cerca de R$ 600 mil mensais é de responsabilidade dos 9 municípios da região, num rateio conforme o número de habitantes.

Diante da dificuldade de caixa em meio à pandemia, as prefeituras vêm enfrentando problemas para arcar com essa despesa e solicitaram a intervenção do deputado Hussein Bakri junto à Secretaria de Saúde.

De acordo com o anúncio feito nesta sexta-feira, o Estado vai aplicar em torno de R$ 300 mil por mês no SAMU Regional, ao antecipar a sua contrapartida e também a do Ministério da Saúde (sendo reembolsado posteriormente, quando o recursos vierem de Brasília para o Paraná).

“O sistema de saúde tem que possibilitar o atendimento a todos os pacientes dentro do conceito: paciente certo, no local certo e no tempo certo. Essa qualidade que o SAMU Regional dá ao fluxo de pacientes é determinante para salvar vidas”, destacou Hussein Bakri.

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

Francisco Luiz Ulbrich e Vera Ulbrich respondem bem ao tratamento da covid-19

Ler próxima

6ª Regional de Saúde divulga balanço de vacinação nos municípios da Amsulpar