Faltam 4 dias para o fim do pedágio da Caminhos do Paraná na Lapa

Divulgação

Faltam 4 dias para o encerramento da cobrança de pedágio nos atuais moldes na praça da BR-476 na Lapa. O contrato atual encerra-se às 23h59 do próximo sábado, dia 27, e no minuto seguinte, já no domingo dia 28, as cancelas estarão abertas e a passagem pelo local será livre, sem cobrança de tarifa. Será assim até que o governo conclua nova licitação para concessão do trecho. 

Em nota enviada ao Canal da Cidade a Caminhos do Paraná explicou como será essa transição. “Haverá funcionários da Caminhos do Paraná no momento da transição, para realizar a operação de canalização do tráfego pelas pistas laterais. Após, haverá funcionários para fechar os relatórios operacionais, mas eles atuarão somente no interior da parte administrativa, e não nas pistas/cabines nem na sala do usuário, sala esta que será fechada. Como o patrimônio todo que ali se encontra passa a ser propriedade do Estado, provavelmente haverá funcionários do Estado ou das polícias rodoviárias e/ou PM para receberem esse patrimônio oficialmente”, declarou a empresa.

Obras

Questionamos a Caminhos do Paraná se, mesmo com o encerramento do contrato, a empresa dará continuidade para conclusão de alguma obra na rodovia no trecho Lapa-Araucária. A concessionária confirmou que no próximo mês dará início à construção da passarela na Vila São José. “Está prevista neste segmento a implantação de uma passarela no km 196 da BR-476, obra que será realizada pela Caminhos do Paraná entre dez/2021 e março/2022. Eventual desdobramento de processo judicial em curso poderá ensejar a realização de outras obras. O montante dos investimentos não realizados na BR-476 por conta da falta de desapropriações e licenças ambientais (que deveriam ter sido realizadas pelo Estado do Paraná) está depositado em conta judicial bloqueada”, informou a concessionária.

Obras realizadas

Pedimos a Caminhos do Paraná que apresentasse quais foram as principais obras que a empresa realizou na BR 476 durante o período de concessão.

As obras listadas pela concessionária são as seguintes:

– Restauração do pavimento ao longo dos 42 km do segmento

– Implantação de 7,034 km de terceiras faixas

– Duplicação de 4,08 km (somando os trechos em Contenda / imediações da ponte sobre o Rio Iguaçu / Mariental)

– Duplicação da ponte sobre o Rio Iguaçu (Araucária)

– Reforço estrutural e alargamento da ponte preexistente sobre o Rio Iguaçu (Araucária)

– Desobstrução ou reconstrução de galerias pluviais, bueiros e canaletas pluviais ao longo de toda a rodovia

– Implantação de dois trevos de acesso a Contenda

– Implantação de viaduto no perímetro urbano de Contenda

– Implantação de balança de pesagem em Araucária

– Implantação de acesso em desnível (trincheira) e uma passarela subterrânea em Mariental

– Pagamento de R$ 26 milhões à Prefeitura da Lapa / R$ 8 milhões à Prefeitura de Contenda / R$ 5,5 milhões à Prefeitura de Araucária por conta do ISS  

Da Redação Portal RDX com informações Canal da Cidade

Redação Portal RDX

Ler anterior

Inscrições para os cursos técnicos e subsequentes do CESM encerram sexta-feira (26)

Ler próxima

Acusado pela morte de Elza Ribeiro Micharski vai a júri popular nesta quinta-feira (25)