Homem que confessou matar idoso em Três Barras a marteladas vai à júri nesta terça-feira (26)

Além do homicídio, o réu é acusado de incendiar a casa da vítima. Foto: Reprodução/JMais.

O tribunal do Júri da Comarca de Canoinhas julgará nesta terça-feira (26), Sandro Uller, acusado de executar Pedro Nichelski, 63 anos. Uller já havia cumprido 19 anos de prisão condenado por estupro e homicídio. Ele disse em depoimento ao delegado da comarca da época, Darci Nadal Junior, que teria matado a vítima para poder voltar à prisão. Sandro saiu da cadeia em janeiro de 2021, sem dinheiro ou lugar para morar e foi acolhido por Pedro como inquilino. Eles moravam na rua Canoinhas, no distrito do São Cristóvão, em Três Barras.

“Durante o interrogatório, ele decidiu apresentar a versão dele e relatou que passou muito tempo preso. Disse que não consegue mais se adequar ao convívio em sociedade, razão pela qual decidiu cometer outro crime para voltar à prisão”, relatou o delegado ao site G1 SC.

Pedro era evangélico e orava no momento do crime. Incomodado com as orações de Pedro, Sandro invadiu a casa do vizinho com o qual morava de parede e meia e o assassinou com golpes de martelo na manhã de 27 de maio do ano passado. Em seguida ele colocou fogo no colchão onde estava o corpo de Pedro. Ainda não se sabe se a vítima já estava morta ou morreu em decorrência do fogo. As chamas se alastraram e destruíram a casa de madeira. Depois ele ainda telefonou para o 190 e confessou o crime se entregando logo em seguida.

Redação Portal RDX

Ler anterior

Prefeitura lança edital para contratação de Veterinário, Engenheiro Civil, Operador de Máquinas e Motoristas

leia a próxima

Mulher em trabalho de parto passa por apuros após marido bater carro a caminho de hospital e em Curitiba