São Mateus do Sul recebe o título de Capital Polonesa do Paraná

Casa típica polonesa no Centro de São Mateus do Sul. (Foto: Cláudia Burdzinski/Portal RDX)

São Mateus do Sul foi contemplada com o título de Capital Polonesa do Paraná, por meio da Lei Estadual 20.655/2021 em razão do seu patrimônio histórico, cultural, arquitetônico, linguístico e turístico. Com essa lei fica inserido no Calendário Oficial de Eventos no Estado do Paraná a Festa Tradyejie Polskie, a ser realizada anualmente no último sábado do mês de agosto.

Pintura feita na Rua do Mathe. (Foto: PORTAL RDX)

Como forma de oficializar esse título, acontecerá no sábado, 28 de agosto, a segunda edição do evento Polskie Smaki, com a venda de comidas típicas polonesas na Rua do Mathe, localizada na entrada de São Mateus do Sul. A entrega oficial do título acontecerá no período da tarde.

Fazem parte da organização do evento o Grupo Karolinka e o Rotary, com apoio da Prefeitura de São Mateus do Sul, ACIASMS, Codesamas, CDL e Aiqfome e apoio de divulgação de Levante Fotografia e Comunicação, Rádio Cultura Sul FM, Rádio Difusora do Xisto e Portal Ourovivo. Também contribuem para o evento toda a comunidades e as instituições de promoção da cultura polonesa de São Mateus do Sul: Braspol, Cepom, comunidades da Água Branca e Colônia Iguaçu.

Está previsto também uma mobilização pelo Centro de São Mateus do Sul a partir das 9h30 com carroças, cavaleiros, amazonas e membros do grupo Karolinka. No evento haverá a presença da vigilância sanitária para controle em prevenção a covid-19 e será obrigatório o uso de máscaras. Haverá também a opção de compra via aplicativo de delivery Aiqfome.

Grupo Folclórico Polonês Karolinka. (Foto: Divulgação)

Segundo o deputado estadual Emerson Bacil, autor da lei, esse título é motivo de comemoração. “Nós estamos acostumados com a dança, música polonesa, culinária, arquitetura, até com a língua falada. São Mateus do Sul é lembrado por essas características, por esse legado, presente nas igrejas, na fé e cultura do povo, mas não existia a Lei para oficializar e imortalizar tudo isso. É nossa história são-mateuense que se concretiza, nosso orgulho e nossas raízes, agora de forma oficial no Paraná e no Brasil”, destaca o deputado Bacil.

Chalé em que são vendidos artesanato de São Mateus do Sul. (Foto: PORTAL RDX)
Igreja Centenária Polonesa na localidade de Água Branca. (Divulgação)

Também haverá no domingo (29), uma missa na comunidade da Água Branca, na Igreja Centenária, para encerramento da programação. No almoço estará acontecendo a venda de comidas típicas.

Cláudia Burdzinski

Repórter RDX FM.

Ler anterior

São Mateus do Sul registra aumento populacional e passa de 47 mil habitantes

Ler próxima

Mulher vai procurar marido na casa de outra e acaba ferida por facão em União da Vitória