Para conter ômicron, passageiros vindos do exterior deverão se identificar à Secretaria de Saúde de Curitiba

A recomendação é que essas pessoas permaneçam em quarentena por 14 dias. Foto: Divulgação.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba anunciou neste domingo (28) que passageiros vindos do exterior para Curitiba deverão se identificar na chegada à capital. A intenção é de prevenção à nova variante do coronavírus, ômicron, identificada na África.

O Centro de Epidemiologia da SMS faz um alerta aos passageiros que tenham desembarcado em Curitiba nos últimos sete dias, vindos de outros países, principalmente dos dez com recomendação de restrição pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária): África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia, Zimbábue, Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia.

A recomendação é que essas pessoas permaneçam em quarentena por 14 dias. Além disso, explica a infectologista Marion Burger, todas devem entrar em contato com a SMS pelo telefone 3350-9000. As equipes de vigilância do município farão o monitoramento das condições de saúde desses viajantes.

Segundo Marion, tanto essas pessoas quanto aquelas com quem elas tiveram contato em Curitiba serão submetidas a testes de covid-19 durante o período da quarentena.

A Central 3350-9000 da SMS funciona todos os dias da semana, das 8h às 20h.

Redação Portal RDX

Ler anterior

Jogando em casa, Danone FC e Atlético São-Mateuense garantem a vitória na Taça Planalto

leia a próxima

Homem é assassinado depois de comemorar título do Palmeiras em Mafra