Polícia Civil prende ex-candidato a prefeito de Irati suspeito de estelionato

Na manhã de hoje (29), a Polícia Civil de Irati prendeu um ex-candidato a prefeito de Irati e sua convivente, que são suspeitos de aplicarem golpes que superaram R$ 300 mil. Segundo as investigações foram identificadas vítimas nas cidades de Irati, União da Vitória, Rio Azul, Guarapuava e Mallet, sendo que uma delas já faleceu.

Conforme a Polícia Civil, o investigado e sua mulher prometiam a construção de casas de madeira apresentando panfletos e propagandas de empresas. Porém, eles não trabalhavam nesses locais. Desta forma, eles ludibriavam as vítimas que acreditavam no sonho da casa própria e vendiam seus bens para realizar pagamentos para os investigados, segundo a Polícia Civil. Ainda de acordo com as investigações, o ex-candidato a prefeito e sua mulher desapareciam sem dar explicações. Procurados pela polícia, eles deixavam de comparecer acreditando que não seriam alvo de investigações. 

A Polícia Civil aponta que além do golpe de obter dinheiro fácil, os investigados “dissimulavam a origem desse dinheiro fazendo pequenos depósitos em suas contas, além de gastarem de forma pulverizada esses valores”. Por isso, eles estão sendo investigados por lavagem de dinheiro. “A prisão preventiva dos investigados foi autorizada judicialmente em investigação que durou 11 meses de intensos trabalhos, mediante diligências, técnicas de investigação e quebras de sigilo judicialmente. Após a prisão, os investigados serão interrogados e encontram-se à disposição da justiça”, informou à Polícia Civil de Irati em publicação na sua página no Facebook. O Delegado Paulo César Eugênio Ribeiro foi procurado por nossa reportagem, mas disse que não pode divulgar o nome dos investigados.

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

Prefeita Fernanda Sardanha e vereadores apresentam demandas ao deputado Alexandre Curi

Ler próxima

Guia do Sebrae/PR reúne melhores tendências de consumo para pequenos negócios