PR vence último entrave para consolidar proposta de PG para sediar ESA

O Paraná venceu o último entrave burocrático para consolidar a candidatura de Ponta Grossa para ser sede da nova Escola de Sargentos das Armas do Exército Brasileiro.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa, concordou em desocupar a área em que está instalada a Fazenda Modelo, no distrito de Itaiacoca, deixando o terreno de 4 mil e 500 hectares à disposição para a construção da Escola. Em contrapartida, a instituição militar vai destinar um espaço no município vizinho de Palmeira para que a empresa pública possa dar continuidade aos trabalhos de pesquisa.

Os detalhes da permuta foram definidos pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em reunião nesta terça-feira, em Brasília, com o presidente da Embrapa, Celso Luiz Moretti. O pleito paranaense dependia da regularização da área para avançar.

Segundo o governador Ratinho Junior, o município dos Campos Gerais concorre com Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e Recife, em Pernambuco – três finalistas entre 18 locais prospectados no País.

O resultado será definido no início do segundo semestre. A Embrapa também disponibilizou um ofício em que dá anuência à negociação, documento que também será encaminhado ao Exército como forma de respaldar a candidatura do Paraná.

O governador ainda explicou que a infraestrutura e a localização geográfica são pontos que pesam muito a favor de Ponta Grossa. Citou, por exemplo, que a cidade é a quarta em número de habitantes no Paraná, com uma população de 355 mil pessoas. É o município de maior porte mais próximo de Curitiba – fica a 108 quilômetros da Capital, a cerca de 130 quilômetros do Aeroporto Internacional Afonso Pena e a 200 quilômetros do Porto de Paranaguá. Além disso, conforme ressaltou Ratinho Junior, é um ramal logístico, com entroncamento rodoviário que permite acesso fácil às demais regiões paranaenses e aos estados vizinhos, além de um aeroporto recentemente remodelado com disponibilidade de voos diários para São Paulo.

Em julho, o comandante-geral do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, vai conhecer a área. Em abril uma comitiva do Exército esteve em Ponta Grossa para conhecer o local de possível instalação da unidade.

Com informações Agência Estadual de Notícias

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

Mais um acidente com vítima fatal é registrado na BR 280, em Mafra

Ler próxima

Falecimento de Casimira Falcoski Belon