19.7 C
São Mateus do Sul
segunda-feira, julho 22, 2024
InícioParanáPolícia procura vereador suspeito de matar sobrinho durante velório de familiar no...

Polícia procura vereador suspeito de matar sobrinho durante velório de familiar no Paraná

Data:

Compartilhe essa notícia:

Vereador procurado Zé Odílio (MDB)

A Polícia Civil está procurando o vereador José Odílio dos Santos (MDB), de Reserva, nos Campos Gerais do Paraná, que é suspeito de assassinar a tiros o próprio sobrinho durante o velório de um familiar de ambos.

Publicidade

O crime aconteceu na noite de sexta-feira (5). No sábado (6) a Justiça expediu mandado de prisão preventiva contra o homem e, desde então, ele é considerado foragido.

A vítima foi identificada como Diorgenes Fernando Ferraz Lemes, de 24 anos, neto da irmã do vereador.

De acordo com o delegado Silas Belém de Castro, o jovem foi assassinado após cobrar de José Odílio uma dívida relacionada ao pagamento de um trator que ele vendeu ao tio.

Logo após o crime, José Odílio fugiu com o irmão, Valdereis Sebastião Fernandes dos Santos, que também teve mandado de prisão expedido e está sendo procurado pela polícia.

O delegado Silas Belém de Castro afirma que o vereador possui duas armas registradas, mas, como a usada no crime não foi encontrada, não é possível confirmar se ela é uma delas, ou não.

O delegado também explica que o homem possui porte de arma, mas não posse – e, por isso, não poderia sair de casa armado.

“Zé Odílio”, como é popularmente conhecido, ocupa o cargo de 1º secretário da Mesa Diretora de Reserva – que possui 11 vereadores no total. A cidade tem cerca de 24,5 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O suspeito está na terceira gestão como vereador e entre 2019 e 2020 chegou a presidir o Legislativo.

Em nota, a Câmara Municipal disse que está acompanhando o caso e reitera o “compromisso com a transparência e a prestação de contas à população”.

“Diante da gravidade da situação, tão logo tenhamos maiores esclarecimentos das autoridades policiais tomaremos as medidas administrativas cabíveis ao fato”, complementa o texto.

Leia mais no g1 Paraná

Redes sociais

51,000FãsCurtir
18,800SeguidoresSeguir
1,160InscritosInscrever

Últimas notícias

Mais lidas