21.8 C
São Mateus do Sul
terça-feira, fevereiro 27, 2024
InícioSaúdeEntenda a situação do Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes

Entenda a situação do Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes

Date:

Compartilhe essa notícia:

spot_imgspot_img

Foto: Portal RDX

Publicidade
Publicidade

No dia 07 de fevereiro de 2024, foi comunicado a suspenção das atividade do Hospital Doutor Paulo Fortes, até que a situação financeira e contratual seja normalizada.

De acordo com Nota de Esclarecimento da Diretoria Executiva do Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes, houve quebra de contrato por parte da CISVALI em 06/02/2024, cujo o término estava previsto para 02/03/2024, na qual se encontra em processo de negociação, agravando a situação financeira da instituição. Sendo assim, o hospital encontra-se impossibilitado de prestar atendimento e não possui contrato vigente com o Sistema Único de Saúde (SUS).

Foram realizadas diversas tratativas para a renovação dos contratos onde a atual gestão do Hospital expôs o déficit financeiro de 2023 e os valores necessários para a renovação de contrato com o SUS.

Já na noite de quinta-feira (8) o Município de São Mateus do Sul tornou público o Decreto 1.032/2024 que estabelece estado de perigo público e urgência na rede hospitalar do município de São Mateus do Sul, e determina intervenção municipal no Hospital e Maternidade Dr. Paulo Fortes (HMDPF).

As medidas tomadas pelo Município ocorreram em razão do fechamento do hospital, ocorrido na quarta-feira (7). O HMDPF suspendeu as atividades por falta de recursos financeiros, após rompimento do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Iguaçu (Cisvali). O Cisvali, por sua vez, informou que o rompimento ocorreu devido a não renovação de um contrato assistencial entre a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) e o HMDPF, contrato este, que viabilizava o repasse financeiro do Município através do Cisvali ao Hospital Dr. Paulo Fortes.

Foto: Portal RDX

O Município informa ainda que a atual gestão manteve regulares as destinações das verbas públicas ao Hospital, que por sua vez não pôde recebê-las devido à falta de contrato com o Cisvali, que atuava como intermediador dos repasses.

Desta forma, o Município nomeou Stephany Liz da Silva Rincão como interventora para assumir a frente do Hospital Dr. Paulo Fortes. A interventora terá acesso à gestão administrativa, financeira, recursos humanos e operacionais do hospital. Isso envolve a gestão de pessoal, administração de recursos financeiros, controle de processos operacionais, elaboração de relatórios e análises financeiras, além de decisões estratégicas para garantir o bom funcionamento e a melhoria contínua do hospital.

Conforme decreto, o prazo da intervenção, na modalidade requisição administrativa, será de 180 dias, podendo cessar antes do seu termo final ou ter o seu prazo prorrogado, pelo prazo necessário à plena adequação do Hospital e Maternidade Dr. Paulo Fortes, às possibilidades de eficaz atendimento à população.

Nesta sexta-feira (9), membros da administração municipal foram ao Município de União da Vitória para reunião com o secretário de estado da Saúde, Beto Preto, em busca de recursos e ações resolutivas do Governo do Estado para manter as atividades e dar continuidade aos atendimentos do Hospital e Maternidade Dr. Paulo Fortes.

O Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes já voltou aos atendimentos no dia de hoje, sábado (10) desde as 7h da manhã com plantões juntamente com a maternidade.

Para saber mais, acesse o decreto na íntegra: https://www.saomateusdosul.pr.gov.br/portal/diario-oficial/ver/3336#page=4&zoom=auto,-119,548

Reportagem: Portal RDX

Redes sociais

47,000FãsCurtir
13,700SeguidoresSeguir
500InscritosInscrever

Últimas notícias

spot_img

Mais visitadas