17.6 C
São Mateus do Sul
sexta-feira, maio 24, 2024
InícioCidadesLapaMorador de Canoas (RS) vem para casa dos pais na Lapa e...

Morador de Canoas (RS) vem para casa dos pais na Lapa e relata pesadelo do alagamento

Date:

Compartilhe essa notícia:

Família deixou para trás a casa debaixo d’água de onde foram resgatados. Foto: Reprodução/Canal da Cidade.

Igor Antônio Tavares, 39 anos, é uma das milhares de vítimas dos alagamentos no Rio Grande do Sul. Desde o início desta semana ele, a esposa Sheila e filhos (foto), estão na casa dos pais dele, Cida e Cézar, no Assentamento Contestado, no município da Lapa. Deixou para trás a casa debaixo d’água, de onde foram resgatados.

De acordo com Igor, a região em que tinha casa há mais de 10 anos em Canoas nunca na história havia alagado. No entanto, na madrugada do último domingo acordaram com a água invadindo a residência. Inicialmente começaram a erguer objetos e móveis, acreditando que seria suficiente. No entanto, no meio da manhã precisaram sair de casa e procurar abrigo em um sobrado vizinho. Um primeiro bote de resgate levou a esposa dele e filhos para um abrigo, pois mulheres e crianças tinham prioridade. Igor e o cunhado, além de vários outros vizinhos precisaram aguardar até o final da tarde para então conseguirem sair em segurança. A água atingiu mais de 3 metros na rua. Ele conta que foi resgatado por um pescador quando já estava sem bateria no celular, o que impediu de manter a família avisada sobre o que estava acontecendo e aumentava a angústia.

Enquanto aguardava ele gravou alguns vídeos que enviava para familiares aqui na Lapa, mostrando a situação no bairro. Ele gravou também, mais tarde, a acolhida em um abrigo.

Diante da impossibilidade de voltar para casa tão cedo, Igor – que trabalha de forma remota para uma empresa de telecomunicações – resolveu vir buscar amparo na casa dos pais no Assentamento Contestado. Perguntado sobre o futuro, diz que depois desse trauma e dos prejuízos (pois perdeu tudo o que tinha em casa) não pretende voltar para Canoas. Seu plano é reconstruir a vida a partir da Lapa. No entanto, familiares da esposa e vários amigos e conhecidos estão no Rio Grande do Sul, dentre tantos que aguardam a água baixar para dar continuidade à vida e a tantos sonhos.

As informações são do Canal da Cidade

Redes sociais

51,000FãsCurtir
18,800SeguidoresSeguir
1,160InscritosInscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas