22.9 C
São Mateus do Sul
segunda-feira, julho 22, 2024
InícioPolicialCom 76 boletins de ocorrência, mulher é presa por venda de falsa...

Com 76 boletins de ocorrência, mulher é presa por venda de falsa aposentadoria em operação da PC e PM

Data:

Compartilhe essa notícia:

Uma mulher de 44 anos, que não teve a identidade revelada, foi presa na última segunda feira (8) em Ponta Grossa, por estelionato e associação criminosa. Segundo a Polícia Civil de São João do Triunfo, ela participava de um esquema de vendas de falsa aposentadoria.

Publicidade

A Delegacia de Polícia Civil de São João do Triunfo cumpriu ordem judicial de buscas e apreensão em diversos endereços, com o objetivo de arrecadar elementos de informação para instruir inquérito policial, onde formalizou investigação para apurar crimes de estelionato e associação criminosa (operação APATE).

O cumprimento da medida cautelar contou com apoio de policiais da 3ª SDP de São Mateus do Sul e da Polícia Militar do Paraná. Ressalta-se que o alvo principal da investigação foi detido no município de Ponta Grossa, uma mulher de 44 anos. A investigada tem em seu desfavor 76 boletins de ocorrência envolvendo, principalmente, a prática de fraudes.

Segundo o delegado da PCPR, Mateus Santarelli, as investigações elucidam um esquema de venda de falsa aposentadoria.

“O esquema fraudulento ocorria em duas etapas: inicialmente uma funcionária do sistema de Saúde era a responsável por selecionar as vítimas, dava-se preferência para aquelas com baixa instrução. Em um segundo momento, após a triagem das vítimas, estas eram atendidas por uma suposta advogada, que ardilosamente cobrava valores em dinheiro sob o pretexto de que estas seriam aposentadas pelo INSS, mesmo ciente da impossibilidade de recebimento do benefício. Cabe salientar que as reuniões com as vítimas ocorriam em um estabelecimento comercial da cidade, e quando as vítimas não possuíam dinheiro em espécie, o proprietário do estabelecimento fornecia uma máquina de cartão, ou seja, participava da ação criminosa”, disse.

A investigação continua em curso e o material arrecadado no cumprimento da ordem judicial de busca e apreensão será analisado. A PCPR solicita a colaboração da população com informações que possam auxiliar na investigação de delitos neste município e adjacentes. As denúncias podem ser feitas de forma anônima por meio do 181 ou pelo WhatsApp (42) 3447-1263.

Edinei Cruz
Edinei Cruz
Repórter e Locutor da RDX FMInstagram: @edineicruzsms

Redes sociais

51,000FãsCurtir
18,800SeguidoresSeguir
1,160InscritosInscrever

Últimas notícias

Mais lidas