“Esta é a pior fase no município na pandemia”, diz Secretário de Saúde de União da Vitória

Hospitais lotados e adaptação de leitos. Essa é nova situação pandêmica vivida pelos moradores de União da Vitória.

O Secretário de Saúde, Fernando Ferencz, afirmou que “esta é a pior fase no município na pandemia”, tendo em consideração o volume de pessoas internadas e buscando atendimento. Segundo ele, ainda não há como saber se existe uma nova variante da covid-19 em circulação no município.

Até segunda-feira, 10, União da Vitória apresentava 88 casos suspeitos; 312 casos confirmados ativos para doença e 75 óbitos. Desde o início da pandemia foram registrados 4.356 casos e 8.138 testes realizados para a Covid-19.

Não pode acontecer o relaxamento por parte da população, principalmente em relação aos cuidados sanitários como o uso de máscaras e o distanciamento social”, comenta o secretário.

O secretário na sexta-feira (7), pontuou à reportagem que a cidade se encontra com 100% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 ocupados.

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que fica na área central, também houve aumento da demanda de pacientes com sintomas e que necessitam de atendimento emergencial. Vale lembrar que as UPAs não possuem protocolo de internação, sendo que o propósito dessas unidades é acolher os pacientes e estabilizá-los para transferências.

Como estão os hospitais da região?

Vale do Iguaçu possui 19 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) específicas para Covid-19, sendo oito no Hospital Regional e três na Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (APMI) em União da Vitória; também existem oito leitos no Hospital São Braz, em Porto União.

Atualmente, todos esses leitos estão ocupados. A enfermaria da APMI possui cinco leitos específicos para Covid-19, todos estão sendo usados. No Hospital Regional, a taxa de ocupação de leitos específicos para o tratamento de pacientes infectados pelo coronavírus é de 98%.

Segundo um funcionário da APMI a situação é caótica, não havendo mais leitos para internar os pacientes, que precisam ficar em torno de 50 dias internados para se recuperarem completamente.

A macrorregião leste do Paraná, da qual União da Vitória faz parte, possui 93% de ocupação de leitos de UTI Covid-19, segundo o último boletim, divulgado no domingo, 09. Os leitos disponíveis em União da Vitória são os únicos específicos para Covid-19 na região da 6ª Regional de Saúde, atendendo também os municípios de Antônio OlintoBituruna, Cruz MachadoGeneral CarneiroPaula FreitasPaulo FrontinPorto Vitória e São Mateus do Sul. A 4ª Regional de Irati, que compreende municípios como Rebouças, Rio AzulMallet e Irati possui 12 leitos de UTI, todos ocupados.

Por VVale

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

São Mateus do Sul confirma mais 11 casos da covid-19

Ler próxima

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado de R$ 27 milhões