‘Serial killer’ tem matado um homossexual por semana no PR e SC, diz polícia

“Uma pessoa que apresenta distúrbio psicológicos por conta do modus operandi dele”, essa é a conclusão da delegada-chefe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, Camila Cecconello sobre o perfil do suspeito de três latrocínios contra homossexuais ocorridos entre os dias 16 de abril e 4 de maio deste ano, em Curitiba, no Paraná, e em Abelardo Luz, no Estado de Santa Catarina (SC). Outra preocupação da delegada é embasada na constatação de que o suspeito é um ‘serial killer‘, que tem matado uma vez por semana.

Coletiva de imprensa. Foto: Djalma Malaquias / Banda B

Por conta disso, a polícia entendeu ser necessária a divulgação do nome e imagens do suspeito. José Tiago Correia Soroka possui mandados de prisão temporária em aberto pelos crimes.

“Decidimos divulgar até para que ele não faça novas vítimas, já que a gente está percebendo que uma vítima por semana, no mesmo dia da semana”, explicou a delegada. Segundo ela, o suspeito vem agindo há cerca de 30 dias nos estados de Santa Catarina e Paraná.

Ainda no dia 11 de maio, o homem tentou matar mais um homossexual, no bairro Bigorrilho, em Curitiba. Na ocasião, a vítima conseguiu resistir ao ataque, mas teve alguns bens subtraídos.

Denúncias

A PCPR solicita a colaboração da sociedade com informações que auxiliem na localização do procurado. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelos telefones 197 da PCPR, 181 Disque Denúncia ou pelo 0800-643-1121, diretamente à equipe de investigação.

Com informações Banda B

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

Em entrevista à RDX, deputado federal Rossoni afirma projeto de recuperação para a BR-476

Ler próxima

Câmara de São Mateus do Sul aplica quase R$ 85 mil em reforma interna