Saiba as últimas atualizações sobre o frio intenso que vem por aí e pra valer

Uma nova frente fria chega ao país nesta segunda-feira (26) e pode se tornar a mais forte já registrada em 2021. Foto: Reprodução/Instagram/RDX FM.

Uma intensa massa de ar polar e o avanço de uma nova frente fria deve fazer diminuir as temperaturas no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País ao longo desta semana.

O ápice do frio acontece entre quinta-feira (29) e sexta-feira (30) em boa parte das regiões, com temperaturas negativas e geadas previstas em, ao menos, sete estados. No fim da semana, pode nevar em áreas do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Uma semana após cidades do Sul registrarem temperaturas mais baixas do que a Patagônia e bases da Antártida, uma nova frente fria chega ao país já nesta segunda-feira (26) e pode se tornar a mais forte já registrada em 2021, segundo o Climatempo.

Com uma condição de umidade, que começa a avançar a partir da próxima terça-feira (27), há até mesmo possibilidade de chuva congelada e neve. Segundo o MetSul, a intensidade da massa pode ser de uma magnitude raramente vista na Região Sul do Brasil, pelo menos nos últimos 21 anos.

Paraná

O meteorologista Lizandro Jacóbsen afirmou no fim de semana, que é bastante provável que seja o resfriamento mais intenso do ano no Paraná, com mudanças bruscas nas condições do tempo.

Primeiro será uma frente fria que passa pelo Paraná entre terça e quarta-feira, com condições de chuva e já um declínio de temperatura, para a partir de quinta-feira termos um resfriamento mais intenso.

Lizandro Jacóbsen, meteorologista do Simepar.

Em Curitiba, a temperatura mais baixa registrada em 2021 foi de 0,4°C e há sim uma possibilidade disso ser batido a partir de quinta ou sexta-feira.

Jacóbsen cita que o Simepar trabalha com modelos computacionais para fazer as previsões, o que pode agravar ou abrandar a situação, a depender do usado.

Quem acompanha nossas previsões percebeu que há dois dias nós tínhamos um apontamento para -3°C em Curitiba, o que seria um recorde histórico. Hoje, nossa previsão já aponta para -1°C, então atenuou. O frio deve sim ser o mais intenso do ano, mas estamos monitorando para verificar como vai evoluir.

Diante das condições, o Simepar apenas destaca a necessidade de práticas para mitigar os prejuízos com a agricultura, uma vez que as condições podem sim prejudicar pomares e plantações.

Demais estados

São esperadas temperaturas negativas para Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul, além do sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Episódios de geadas são previstos para todos estes estados, porém devem ser mais intensos no Sul do País.

Na serra gaúcha o frio pode ser ainda pior no sábado (31). O Climatempo prevê que a região, assim como a área serrana de Santa Catarina, possa alcançar, ao longo desta semana, um novo recorde de menor temperatura em 2021, chegando a valores entre -8°C e -10°C.

Entre quinta e sábado, os três estados do Sul do país podem registrar a ocorrência de neve. O fenômeno decorre da combinação das baixas temperaturas com o aumento da umidade proporcionada por um ciclone extratropical, localizado no litoral da região.

Os efeitos da frente fria também podem chegar à região Norte e Nordeste, mas em menor intensidade. O Climatempo alerta que o frio deve continuar durante o início de agosto, com chances média e alta de geada no Sudeste e Sul do Brasil.

Redação Portal RDX

Ler anterior

Nova remessa de 649 mil vacinas contra a Covid-19 chega a partir desta terça ao Paraná

Ler próxima

Fiscalização encerra mais uma festa em União da Vitória