Projeto sobre concessão de rodovias e redução de tarifas de pedágios no Paraná será debatido a partir de fevereiro

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou, na quinta-feira (28), um projeto que prevê mais de R$ 40 bilhões em investimentos privados nas estradas paranaenses e a redução das tarifas nos pedágios do estado.

O assunto será debatidos com a sociedade na etapa de audiências públicas, que está prevista para começar no dia 2 de fevereiro. As audiências devem ser realizadas de maneira online e presencial.

Os estudos foram apresentados pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL) para a concessão de 3.327 quilômetros de rodovias estaduais e federais em todo o estado.

Propostas

  • Duplicação de 1.783 quilômetros de rodovias
  • Implementação de 253 quilômetros de faixas adicionais
  • 104 quilômetros de terceira faixa
  • Construção de dez contornos urbanos

Os contornos estão localizados nas cidades de Apucarana, Arapongas, Califórnia, Itaúna do Sul, Londrina, Maringá, Marmeleiro e Ponta Grossa. A maioria das obras, de acordo com a EPL, deverá ser entregue até o sétimo ano dos contratos, que terão duração de 30 anos.

O que é necessário para a execução das obras

Para a execução de todas as melhorias e inovações previstas serão necessárias 42 praças de pedágio, sendo que 27 já se encontram em atividade.

O projeto da EPL estima uma redução de valores atuais dos pedágios que varia de 25% a 67% para veículos de passeio e 15% a 63% para veículos comerciais.

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Leia o anterior

Excesso de chuvas pode afetar parte da safra no Paraná

Ler próximo

Carteira distribui ração para cachorros de rua, no Paraná