Bombeiro de folga salva criança engasgada durante apresentação de circo em Canoinhas

Um bombeiro militar salvou a vida de uma criança que estava afogada na noite de segunda-feira (8), durante a sessão de um circo que está instalado em Canoinhas na avenida Expedicionários, no distrito do Campo d’Água Verde. Jeison Luan Wodonos da Silva, o cabo Wodonos, estava de folga com a esposa, o cunhado e a família, sentado próximo ao palco. As apresentações do circo já haviam sido iniciadas, quando no meio das atrações surgiu uma mulher gritando e pedindo ajuda. Ela falou que havia uma criança engasgada nas proximidades do circo e então chamou por algum bombeiro, alguém que pudesse ajudar.

De imediato, o cabo Wodonos se levantou e correu até o local. Ele avistou uma criança no colo de uma mulher em desespero.

“Cheguei próximo delas, peguei a criança no colo e fiz uma avaliação inicial. A menina estava com cianose bem aparente (coloração azulada), com o corpo desfalecido e também não presenciei movimentos respiratórios. Foi tudo muito rápido! Em questão de um ou dois segundos com a criança no colo em razão dos sinais e sintomas e do relato da mulher que pediu ajuda, iniciei as manobras de desobstrução de vias aéreas”

relata o bombeiro.

Incessantemente, Wodonos realizou a manobra sempre verificando o estado da criança, que não apresentava melhoras.

Em seguida, apareceu o médico psiquiatra Franco Mazzaro, que também estava no circo com a filha. Rapidamente ele auxiliou o bombeiro, impedindo que populares chegassem próximo da criança, para que dessa forma o socorrista pudesse fazer o procedimento sem que os curiosos atrapalhassem. Ele se identificava como médico e identificava o bombeiro aos que perguntavam.

“Fiquei ali realizando a manobra por alguns minutos, até que ao avaliar a criança novamente verifiquei que ela voltou a respirar lentamente, porém eu e o doutor Franco verificamos que a criança começou apresentar alguns sinais que poderiam indicar uma possível convulsão. Aos poucos seu estado de saúde foi melhorando, sua respiração voltando ao normal e sua pele voltando também à coloração normal”

contou o socorrista.

Wodonos ficou com a criança no colo, esperando o serviço de socorro emergencial, pois mesmo vendo ela respirando sentia-se preocupado com a situação da criança. “Vi que tinha um homem conversando com a Central de Operações do Corpo de Bombeiros (Cobom), então pedi para falar com eles. Quando peguei o celular na mão perguntei se já havia alguma viatura se deslocando. A resposta foi positiva e informei que a criança já estava respirando, para tranquilizar a equipe que estava se deslocando”, falou.

Após algum tempo aguardando com a criança no colo, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) passou em frente ao circo. Algumas pessoas que estavam no local, abordaram a viatura, e o bombeiro levou a menina até a ambulância, colocando-o sobre a maca, deixando-a aos cuidados da equipe do Samu.

Redação Portal RDX

Ler anterior

Horóscopo do dia 12 de Maio (Quinta-feira)

leia a próxima

Acusado de matar bebê em Treze Tílias é indiciado por homicídio duplamente qualificado