Irmãs Mensageiras deixam a Diocese após mais de 40 anos servindo com seus trabalhos

Presentes na Diocese desde sua Instalação, em 1977, após quase 45 anos de atuação em diversos serviços prestados, a Congregação das Irmãs Mensageiras do Amor Divino deixa a Diocese nesta semana.

O início de seus trabalhos na Igreja Particular de União da Vitória, que gerou um vínculo de amor, serviço e afeto com nossa realidade por parte das Irmãs Mensageiras, teve início quando da Instalação da Diocese, fato que ocorreu em 06 de março de 1977.

Segundo relatos das Irmãs, quando Dom Walter Michael Ebejer foi nomeado bispo para iniciar a Diocese de União da Vitória, conhecendo as Mensageiras que atuavam na Mitra da Arquidiocese, em Curitiba, ele as convidou para virem à União da Vitória auxiliar na organização da Cúria da Diocese que precisava ser organizada. “Dom Walter conheceu as irmãs em Curitiba por meio de Dom Pedro Fedalto. Elas vieram junto na época para trabalhar e organizar a Cúria Diocesana de União da Vitória, que iniciaria seus trabalhos naquele ano com a Instalação da Diocese no dia 06 de março, junto com a Ordenação de Dom Walter”, comentou Irmã Vera Alice dos Santos, uma das Irmãs que se despede, e que também atuou na Cúria no ano de 1982, quando veio pela primeira vez para União da Vitória.

A Congregação das Irmãs Mensageiras do Amor Divino carrega como carisma, irradiar o Amor Divino através de retiros, catequese, promoção humana, e ajuda aos irmãos necessitados.

A Congregação foi fundada em 1954, em Aparecida – SP, por Felicidade de Lourdes Braga, (Felici), junto com o co-fundador Padre Eduardo Henrique Moriarty, religioso Redentorista, nascido em 1917 e falecido em 2015. Presente nos estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, e Goiás, a Congregação tem forte trabalho também realizado fora do Brasil, estando presente na Angola (África), e Itália.

Na Diocese de União da Vitória, nesses quase 45 anos de atuação, as Mensageiras exerceram diversos trabalhos, entre eles Coordenação da Catequese; auxílio na Pastoral Vocacional; pregação de Retiros para diversos públicos de leigos, e nos últimos anos atuando no auxílio dos trabalhos pastorais nas Paróquias Nossa Senhora das Dores, no Bairro Limeira, em União da Vitória e também na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Bairro São Bernardo, também em União da Vitória.

Nesta semana, as três Irmãs que representam a Congregação na Diocese se despedem, estando cada uma delas com destino certo para uma nova missão em outros estados do Brasil.

Irmã Vera Alice dos Santos é a que trabalhou na Diocese por mais tempo. Tendo vindo a União da Vitória por diversas vezes, iniciou seu trabalho na Diocese em 1982, quando atuou na Cúria Diocesana, e em 1983, residiu, no Distrito de Rio Claro do Sul, Mallet, hoje Santuário Diocesano, quando na época as Irmãs auxiliavam em trabalhos pastorais naquela localidade.

Natural de Londrina – PR, Irmã Vera Alice tem 38 anos de vida religiosa, e na Diocese auxiliou nos Retiros do Amor Divino, Catequese, no Comidi, foi membro da CRB – Conferência dos Religiosos do Brasil, em União Vitória, além de auxiliar nos encontros que aconteciam na Casa de Formação. “Sinto muita satisfação em ter trabalhado na Diocese. Vejo os resultados por exemplo dos Retiros, que deram boas lideranças na Igreja, vocações que surgiram, outros auxílios em trabalhos na espiritualidade que ajudamos a fortalecer, como o Terço da Misericórdia na igreja Catedral. Agradeço ao povo pelo carinho e participação. É sempre doloroso partir, pois deixamos um pedaço nosso aqui, nos trabalhos e laços de amizade que construímos”, partilhou a religiosa.

Irmã Vera Alice assume agora um trabalho na cidade de São Paulo, na Associação Paulista de Amparo a Mulher, dando formação para mulheres ingressarem no mercado de trabalho.

Irmã Ivanete Maria da Conceição também se despede de União da Vitória nesta semana, após ter atuado por 6 anos. Natural de São José dos Campos – SP, Irmã Ivanete tem 32 anos de vida religiosa, e agora irá para a cidade de Pindamonhamgaba – SP, onde prestará um serviço de Retiros e atendimento aos romeiros, no projeto “Caminho da fé”, que acompanha os Romeiros que vão ao Santuário de Aparecida.

Nos últimos anos na Diocese, Irmã Ivanete fez um trabalho de acompanhamento dos Coroínhas e Acólitos, e também prestou serviços à Pastoral da Pessoa Idosa. “Algo muito bonito que criamos foi a récita do Terço com os coordenadores de coroinhas em grupos de WhatsApp. É algo que continua e teve outros grupos ainda criados a partir destes. Infelizmente a falta de apoio e de mais pessoas que se envolvessem em algumas atividades, acabaram prejudicando que outros frutos fossem gerados ou saírem melhor”, comentou a Irmã.

Sobre seu sentimento de ter que deixar a Diocese disse que busca não se prender, pois o voto de obediência à Congregação gera também liberdade. “Não dá para se prender às coisas, estamos por obediência e ficamos por obediência. O que fiz de trabalhos aqui desejo de coração que continue gerando novos frutos”, concluiu ela.

Irmã Ivanete também esteve à frente do Programa da Ave-Maria, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, na Rádio Educadora Uniguaçu, realizado com a participação de outros paroquianos toda sexta-feira, às 18h. Um trabalho que continua acontecendo com o engajamento de leigos paroquianos.

Irmã Vera Maria da Silva, é outra religiosa Mensageira que se despede da Diocese. Foi de um trabalho de 36 na Angola (África), atuando na formação de novas irmãs e no serviço da Cáritas, que a Irmã Vera Maria chegou na Diocese de União da Vitória, em 21 de julho deste ano. Nesses cinco meses que ficou na Diocese, a Irmã esteve desenvolvendo trabalho na comunidade do Bela Vista, no Bairro Limeira, em União da Vitória, pertencente à Paróquia Nossa Senhora das Dores e tinha a proposta de trabalhar ainda na Pastoral Familiar e Pastoral do Dízimo na Diocese, contudo, a mudança repentina a fez assumir novos projetos.

Irmã Vera Maria é Paranaense, natural de Siqueira Campos e tem 45 anos de vida religiosa. Foi designada pela Madre Superiora da Congregação para servir agora na cidade de Sacramento, em Minas Gerais, em uma casa de acolhimento de crianças. “Foi um tempo curto aqui na Diocese de União da Vitória, mas gostei muito das pessoas. Nossa missão é essa, estar à serviço, estar à disposição aonde de nós precisarem”, deixa ela sua mensagem.

Nos últimos anos as Irmãs estavam residindo em uma casa, da Congregação, no Bairro São Bernardo, em União da Vitória, próximo à Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

*A Diocese de União da Vitória agradece imensamente toda a dedicação nos serviços prestados ao Povo de Deus nesses mais de 40 anos de história com a Igreja Particular de União da Vitória. Que o Amor Divino, irradiado pelo Sagrado Coração de Jesus, padroeiro da Diocese, seja propagado sempre mais pela Congregação das Mensageiras, certo de que no silêncio de cada serviço prestado pelas Irmãs, o amor de Deus foi anunciado tocando corações. Nossa imensa e fraterna Gratidão!

Via Assessoria Diocese de União da Vitória

Redação Portal RDX

Ler anterior

DER inicia obras de conservação de rodovias não pavimentadas entre Paulo Frontin e Paula Freitas

Ler próxima

Granizo e fortes ventos atingem São Mateus do Sul na tarde desta quarta (22)