Família manifesta sobre demora na liberação do corpo de jovem são-mateuense no IML

Familiares do jovem Andryus Heider de Miranda, de 23 anos, que faleceu ontem em São Mateus do Sul, entraram em contato com a RDX FM manifestando por meio de uma nota a indignação sobre a demora da liberação do corpo do rapaz no Instituto Médico Legal (IML), em União da Vitória.

Segundo a nota,

“É com profunda tristeza, dor e revolta que relatamos a falta de humanidade com a dor do próximo. O corpo do meu sobrinho chegou no IML em União da Vitória às 20h de ontem. Conforme protocolo do Código Penal, só pode fazer a necropsia depois de 6 horas a partir do momento que o corpo dá entrada no IML. Até aí, tudo bem… Mas dói, dói muito mesmo, saber que até agora de manhã, o registro de entrada do corpo do meu sobrinho não está no sistema IML”, destaca a tia.

Ainda segundo a família, o IML informou para eles que devido a iluminação inadequada do ambiente a necropsia não foi realizada durante a noite.

A família aguarda por quase 20 horas, o corpo chegar e pode ficar velando por apenas 3 horas. Isso é inadmissível, ridículo, desumano!”

A RDX entrou em contato com o IML manifestando sobre o caso, e eles informaram que repassaram para a família que os corpos serão liberados por volta das 11h desta quarta (23).

Redação Portal RDX

Redação Portal RDX

Ler anterior

Horóscopo do dia 23 de Junho (Quarta-feira)

Ler próxima

Falecimento de Andryus Heider de Miranda