Bebê de dois anos é assassinada pelo padrasto em Santa Catarina

Homem que matou a criança confessou o crime, para se vingar da ex-mulher. Foto: Reprodução/Facebook.

Um bebê de dois anos foi encontrada morta com sinais de violência em um apartamento em Treze Tílias, no Meio Oeste Catarinense, na noite desta terça-feira (26).

Maitê Brambila dos Anjos, nascida em 12/04/2020, foi encontrada morta, com um corte no pescoço, no início da noite desta terça-feira (26), dentro do apartamento em que morava com a mãe. Ela contou à Polícia Militar que estava separada do acusado, Samuel Terres da Costa, 30 anos, mas que moravam na mesma residência e tinha deixado a filha com ele, e que seria o último dia dele na casa dela. Durante a tarde ela teria feito contato por telefone, mas à noite quando retornou, por volta das 20 horas, encontrou a casa fechada e ninguém respondia. A porta foi arrombada e o crime constatado.

Divulgação

Samuel foi preso na manhã desta quarta-feira (27). Ele mesmo fez contato com a polícia se entregando. De acordo com as informações, o acusado se escondeu em uma área de mata próxima da residência após cometer o crime. Ele foi trazido para a delegacia de Joaçaba para os procedimentos cabíveis ao caso. Um aparato de segurança foi montado na rua, devido a comoção gerada pelo caso.

O delegado Marcelo Marins falou ao Portal Éder Luiz sobre o caso e a prisão do acusado na manhã desta quarta-feira (27). Entre as informações repassadas pelo delegado está que será solicitada a prisão preventiva de Samuel. A suspeita é de que ele teria praticado o crime para se vingar da mulher.

 A Funerária Vale das Tílias divulgou a nota de falecimento informando que o velório e o rito de despedida acontecem na Casa Mortuária Karl Bierbaum, e o sepultamento acontecerá nesta quinta-feira (28), às 9h da manhã, após celebração de despedida, no Cemitério Municipal de Treze Tílias.

Pai da criança assassinada em treze Tílias se manifesta nas redes sociais

O pai da criança de dois anos, em sua conta no Facebook, lamentou o ocorrido. Ele escreveu pedindo perdão à filha, se não foi um bom pai, se não a protegeu o suficiente desse mundo tão cruel e disse que está com seu coração em pedaços.

“O que fizeram foi covardia demais para ter sido feita com um anjinho inocente que não sabia se defender e não sabia de nada o que estava acontecendo”.

disse o pai, que também é morador de Treze Tílias.

No texto, o pai ainda segue dizendo que jamais vai se perdoar por não ter conseguido proteger a filha “da maldade desse mostro”.

“Eu te amarei eternamente minha princesinha minha purguinha, meu toco de gente”.

finalizou

Assista a entrevista com o delegado da Polícia Civil, Marcelo Marins:

Com informações Portal RBV

Redação Portal RDX

Ler anterior

Homem fica gravemente ferido em acidente envolvendo 2 caminhões na BR-277, em Guarapuava

leia a próxima

Vazamento foi a causa da falta de água em bairros de São Mateus do Sul, diz Sanepar